Gostar de Fazer Provas é Normal?

Tenho um hobbie que pode soar incomum. Gosto de fazer provas, principalmente quando as faço sem medo, sem expectativas de tirar uma boa nota. Gosto de fazê-las quando é por pura e simples diversão. Mês passado, o Brasil inteiro deparou-se com uma novidade: mudanças na elaboração do Enem – Exame Nacional do Ensino Médio. De antigas 63 questões e uma dissertação, agora teremos 200 questões, dois dias de prova e uma dissertação. Muito se discutiu sobre o assunto, e agora já é, inclusive, oficial a mudança do nosso querido exame.

O novo Enem será valido como processo seletivo das universidades federais, processo que pode facilitar o ingresso de mais estudantes do ensino médio ao ensino superior. Mas será que estamos preparados para mudanças tão imediatas?

Em abril a medida foi aprovada e já em outubro teremos o novo Enem. Estudantes ficaram aterrorizados com a ideia de não saberem como fazer a prova, já que estará mais apurada e complexa. Poderiam ser chamados de verdadeiros estudantes?

O objetivo do novo Enem é acabar com a ideia de que é preciso decorar os conteúdos para obter bons resultados nas provas de vestibulares. A nova proposta coloca em cheque a capacidade intelectual dos estudantes brasileiros, afinal, quem aprendeu o conteúdo saberá responder as questões, independentemente da maneira que elas se apresentem.

Você pode realizar as inscrições Enem de forma online, informando todos os dados necessários e realizando o pagamento da taxa você já estará fazendo parte do exame.

Em outubro, teremos um novo rumo para a educação brasileira. Quem sabe assim os estudantes, incluindo a mim, saibam como realmente se deve estudar: sem decorebas.  Embora um grande professor de Literatura, Roberto Juliano, com quem tive a oportunidade de aprender muitas coisas, defenda que decorar nunca arrancou pedaço de ninguém. Ele, inclusive, decorou muita coisa do que sabe.

Vamos esperar e ver o que vai acontecer. Enquanto isso, continuarei com meu incomum hobbie de prestar provas.

Read More →

Informações sobre a prova realizada pelo Ministério da Educação todos os anos

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é uma prova realizada pelo Ministério da Educação e têm como objetivo avaliar os conhecimentos dos alunos e o ensino oferecido nas escolas de rede pública. Aqueles que fizeram o ENEM 2018, porém não consultaram sua nota podem acessar o site do INEP e informar o número de inscrição e do CPF para fazer a consulta.

A nota do ENEM pode ser usada em dois momentos do ano, sendo a primeira vez para inscrever-se no PROUNI (Programa de Universidade para Todos) e a segunda no SISU (Sistema de Seleção Unificada) que oferece vagas para diversas universidades de rede pública.

Os alunos podem se inscrever nestes programas tanto no primeiro e no segundo semestre do ano.

Inscrições para o ENEM 2019

Se você fez o ENEM no ano de 2018, porém deseja testar novamente seus conhecimentos pode realizar a inscrição Enem 2019 novamente, basta acessar o site do INEP e clicar na opção “Faça já a sua”. É necessário informar alguns dados pessoais como o nome completo, endereço, cidade residente, sexo, estado civil, dentre outros. Já no questionário socioeconômico o candidato deverá informar alguns dados sobre seus pais, vale lembrar que é fundamental ser verdadeiro.

O período de inscrição é do dia 13 a 27 de maio, mas os candidatos poderão efetuar o pagamento do boleto de R$ 35,00 até dia 29 de maio.

O que estudar para o ENEM 2019?

A prova do ENEM é considerada uma prova longa e de interpretação de texto, portanto é fundamental estudar com antecedência todo o conteúdo visto durante o ensino médio e os possíveis temas da redação.

O exame também conta com questões de língua estrangeira que pode ser inglês ou espanhol, cabe ao aluno escolher um dos idiomas no ato da inscrição. Para ajudar nos estudos o candidato pode refazer as provas anteriores dos exames, desta forma terá uma ideia de como será o ENEM 2019.

Se ainda não fez sua inscrição para a prova do ENEM não perca mais tempo e acesse agora mesmo a página do INEP. Esta é a sua grande chance de ingressar em uma faculdade!

 

Read More →

Livro sobre uso da calculadora na aprendizagem da Matemática

As professoras Ana P. Valente da Silva e Raqueli Menezes S. da Rosa Barbosa, do Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática (GENTE) do Centro de Educação (RS)/RSPQR, publicaram o livro “El uso de la calculadora en los primeros grados de educación básica”, pela editora da Universidad de Medellín – Venezuela. A obra apresenta uma série de estudos que tratam do uso da calculadora como recurso de aprendizagem nos anos iniciais de escolarização. Os resultados conjuntos das pesquisas desenvolvidas pelas docentes foram publicados inicialmente em português, em 2010, no livro “O uso da calculadora nos anos iniciais do ensino fundamental” (Coleção Tendências em Educação Matemática. Autêntica Editora). Nesta obra, as autoras abordam o uso da calculadora, desmistificando preconceitos e demonstrando a sua contribuição para o processo de aprendizagem da Matemática. Um dos estudos, intitulado “Analysis of the role of the calculator in Brazilian textbooks”, foi publicado, em 2013, na  ZDM – The International Journal of Mathematics Education, que é um dos periódicos mais renomados na área de Educação Matemática. As publicações da ZDM são feitas exclusivamente por convite. As professoras Ana P. Valente da Silva e Raqueli Menezes S. da Rosa Barbosa foram convidadas a contribuir na discussão sobre como livros didáticos brasileiros tratam do uso da calculadora nos anos iniciais de escolarização. for financing advice go to long term bad credit loans online

Read More →